Loading...

RECURSO NATURAL: A CONSTRUÇÃO DE UM CONCEITO

Fonte: Noé Lecocq RECURSO NATURAL: A CONSTRUÇÃO DE UM CONCEITO .  Produzido por Luis Antonio Bittar Venturi , para a revista: GEOUS...

Fonte: Noé Lecocq
Fonte: Noé Lecocq
RECURSO NATURAL: A CONSTRUÇÃO DE UM CONCEITO

Produzido por Luis Antonio Bittar Venturi, para a revista: GEOUSP – Espaço e Tempo, São Paulo, Nº 20, páginas: 09 – 17, 2006, este “texto apresenta os resultados de um processo de discussão ocorrido entre 2005 e 2006 acerca da definição de recurso natural, no qual, a partir de uma ideia simples, foram-se agregando elementos, de modo a resultar em uma definição que, preliminarmente, resolveria alguns dos diversos questionamentos da análise geográfica sobre os recursos naturais. A definição aqui proposta objetiva a retomada da discussão conceitual acerca dos recursos naturais“. (Resumo do artigo).

"No início do programa da disciplina Geografia dos Recursos Naturais1, propõe-se aos alunos que discutam acerca da ideia de recurso natural, ocasião em que podem esboçar as definições que trazem em sua bagagem conceitual. As turmas formadas em 2005 e 2006 totalizaram cerca de duzentos alunos, e a heterogeneidade das classes, característica das disciplinas optativas, refletiu-se em uma interessante diversidade de idéias, a partir da qual delineamos uma discussão que se estendeu por vários meses, paralelamente ao estudo dos recursos naturais. 

A análise das definições escritas pelos alunos permitiu identificar um núcleo comum de significância a partir do que havia de mais recorrente entre elas, a despeito dos diversos elementos incorporados. Esse núcleo foi expresso na forma de uma simples e breve definição aceita por todos, já que seria necessário haver um consenso inicial para, então, empreendermos a discussão. Assim, partimos da ideia de recurso natural como qualquer elemento da natureza que possa ser explorado pelo Homem. 

Ainda que essa breve definição resolvesse provisoriamente a questão, e aliviasse a tensão inicial criada pela discussão, ela já se apresentava demasiadamente simples. Portanto, imediatamente após aquele “respirar” inicial, foram surgindo novas questões, tais como: se inexistirem as condições para a exploração de um recurso natural, mas houver a demanda por ele, ainda assim será um recurso natural? A definição estaria atrelada ao modo de produção capitalista ou teria um caráter universal? A ideia de recurso natural deveria limitar-se a elementos materiais da natureza? A finalidade da apropriação de um recurso natural pelo Homem deveria estar explícita na definição? Certamente, estas questões relacionam-se aos diversos elementos das definições dos alunos, os quais haviam sido, inicialmente, excluídos do núcleo comum.

Sendo assim, a insatisfação por aquela primeira e breve definição aqueceu as discussões no sentido de se tentar incorporar novos elementos a ela e torná-la mais completa e abrangente. Considerando definição como a explicação de um conceito, poderíamos dizer que qualquer elemento da natureza que possa ser explorado pelo Homem era insuficiente para explicar o conceito de recurso natural e deixava todas aquelas questões em aberto." (trecho extraído das páginas: 01 e 02 do texto).

Gostou?

Continue a leitura deste material bem interessante. 

Clique aqui para baixar o texto completo.

Reações: 
Artigos & Resumos 6541341850864393370

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

PALAVRAS DE VALOR

Publicidade

Nossa página no Facebook

Recomende nosso site





Popular Posts

Sugestão de Leitura

Random Posts