Loading...

3 ótimas referências bibliográficas relacionadas à "História do Pensamento Geográfico"

Querido(a) amigo(a), estudante e/ou professor(a) de Geografia.  Acessar as diversas dimensões em que se desdobram os conhecimentos ge...

3 indicações bibliográficas relacionada à Geografia

Querido(a) amigo(a), estudante e/ou professor(a) de Geografia. 

Acessar as diversas dimensões em que se desdobram os conhecimentos geográficos é de fundamental importância para quem deseja compreender o que é a Geografia e toda a sua complexidade, especialmente quando a ideia é ensinar esta ciência nos mais variados níveis de ensino.

Pensando nisso, estamos trazendo três ótimas referências bibliográficas relacionadas ao conhecimento teórico e prático desta nossa querida ciência.

Confira nosso conteúdo e fique à vontade para comentar o que achou.

1. O PENSAMENTO GEOGRÁFICO BRASILEIRO: as matrizes brasileiras

O PENSAMENTO GEOGRÁFICO BRASILEIRO: as matrizes brasileiras (Ruy Moreira)

Nesta obra, Ruy Moreira analisa as inúmeras contribuições de escritores geógrafos brasileiros na construção do chamado “pensamento geográfico mundial”. Sua análise é construída a partir das ideias de Milton Santos, Horieste Gomes, Aziz Ab’Saber, Josué de Castro, Manuel Correia de Andrade, entre outros.

Na verdade esta obra faz parte de uma trilogia onde o autor busca discutir o pensamento geográfico brasileiro em três níveis de análise: o volume 1 -  as matrizes clássicas originárias; o volume 2 - as matrizes de renovação e neste volume 3 - as matrizes brasileira.

Encontramos uma resenha desta obra, produzida por Micheli Danzer à Revista Perspectiva geográfica da Universidade Estadual do Oeste do Paraná  (UNIOESTE)     v. 7, n. 8, 2012. Clique aqui para acessar esta resenha.

A seguir a referência bibliográfica:

MOREIRA, Ruy. O pensamento geográfico brasileiro: as matrizes brasileiras. São Paulo: Contexto, 2010. V.3. 168p.

Compre agora: O pensamento geográfico brasileiro - Ruy Moreira

2. TERRA DOS HOMENS: a geografia

Terra dos homens (Paul Claval)

Considerando que vivemos em uma sociedade onde é preciso ter uma boa organização política, econômica e social levando em consideração o cuidado com as questões ambientais, torna-se primordial desenhar uma estrutura espacial organizada dos grupos sociais contemporâneos que viabilize a construção de um futuro para novas gerações (sustentabilidade). 

Além disso tudo, a obra do geógrafo francês Paul Claval também se propõe a um importante e fundamental debate relacionado a geografia do cotidiano, a importância do empirismo (doutrina segundo a qual todo conhecimento provém exclusivamente da experiência) e  discute a caracterização da geografia enquanto ciência. 

Encontramos uma resenha bem interessante deste livro, produzida por Hugo Dubeux à Revista de Geografia da Universidade Federal do Pernambuco  (UFPE) V. 31, No. 1, 2014. Clique aqui para acessar esta resenha.

A seguir a referência bibliográfica:

CLAVAL, Paul. Terra dos homens: a geografia: São Paulo: Contexto, 2010. V.3. 143p.

Terra dos homens - Paul Claval

3. HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO E EPISTEMOLOGIA EM GEOGRAFIA

HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO E EPISTEMOLOGIA EM GEOGRAFIA (Unesp)

Publicado pelo Programa de Publicações Digitais da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), esta obra foi organizada por Paulo Teixeira de Godoy e apresenta contribuições de pós-graduandos e docentes da universidade citada em torno dos seguintes eixos temáticos: a “História do Pensamento Geográfico” e a “epistemologia em Geografia”.

Logo na apresentação do livro, fica evidente seu caráter didático, ao ser de referência a estudantes universitários, professores de geografia e a outras área do conhecimento como a sociologia, a antropologia e a história. 

Em suas 292 páginas encontramos artigos que fazem referência, por exemplo, aos “fundamentos históricos da geografia na Grécia antiga”; a importância de “Alexander Von Humboldt: viajante naturalista e entusiasta da harmonia da natureza”; “o espaço em Kant e suas contribuições na definição do conceito de região”; “a geografia escolar no Brasil, de 1546 até a década de 1960”; “a nova geografia em David Harvey”; “as possibilidades de aplicação do método de análise regressivo-progressivo de Henri Lefèbvre na Geografia urbana”; “um olhar geográfico por intermédio de Euclides da Cunha”, entre diversos outros conteúdos.

O que é bastante interessante é que este livro pode ser baixado, gratuitamente, através do botão localizado logo abaixo da referência bibliográfica.

A seguir a referência bibliográfica:

GODOY, Paulo R. Teixeira de (Org.) História do pensamento geográfico e epistemologia em Geografia. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. 292p.

Clique no botão a seguir para baixar gratuitamente o livro

Clique aqui para fazer o Download
Por hoje é isso. Esperamos que tenha gostado.



E para incentivar nosso trabalho pedimos que:


Reações: 
Dicas de LIVROS 7648314600370768102

Postar um comentário

  1. Achei bem bacana a postagem. Sou estudante de graduação e já tenho um destes livros (Paul Claval).

    ResponderExcluir
  2. Gastei desta postagem. Conhecer a história do pensamento Geográfico é importante para os entusiastas da Geografia.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Página inicial item

PALAVRAS DE VALOR

Publicidade

Nossa página no Facebook

Recomende nosso site





Popular Posts

Sugestão de Leitura

Random Posts